Seu emissor SAT parou de funcionar? Veja 4 dicas de verificação

13/06/18

O SAT CF-e (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) é um sistema de apoio com tecnologia embarcada criado para registrar as transações comerciais dos contribuintes do estado de São Paulo.

Considerando a grande complexidade de tudo que é relacionado ao recolhimento de tributos, é fácil entender como a implantação do equipamento SAT facilitou a vida dos comerciantes. Sua tecnologia permite o envio das informações ao Fisco e também possibilita aos consumidores localizar cada documento fiscal. Mas e quando a comunicação com o SEFAZ não está acontecendo, o que devemos fazer? Pensando nisso, preparamos quatro dicas de verificação para ajudar você quando o SAT não estiver funcionando adequadamente.


O SAT

Primeiramente, vamos conhecer os detalhes do SAT e do seu funcionamento. O Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos é um equipamento que desde 2014 vem sendo adotado somente no estado de São Paulo, pois esse é o estado que com o maior número de transações varejistas do Brasil. Fazem parte do SAT um hardware dedicado para processar as notas fiscais e enviá-las para a SEFAZ, intermitentemente.

O SAT ajuda bastante o dia a dia das empresas, pois consegue registrar eletronicamente todos os arquivos ou tarefas executadas pelo varejista. Ele também pode ser utilizado para substituir as notas e cupons fiscais (ECF), facilitando o processo de transação de tributos cobrados pelo governo.

A grande vantagem desse sistema é que o comerciante não precisa estar conectado à internet em tempo integral para utilizá-lo. O sistema faz o envio de blocos de dados acumulados durante algumas horas periodicamente, evitando o excesso de tráfego.

SAT: como funciona o monitoramento on-line dos PDVs

O monitoramento SAT funciona como um registro permanente de todas as operações que são realizadas no dia a dia de um comércio varejista. Depois, os dados coletados podem ser utilizados para melhorar sua gestão empresarial, no planejamento estratégico e no gerenciamento do fluxo de caixa.

Todo o conjunto de equipamentos SAT é supervisionado com o monitoramento, que indica ainda todos os pontos críticos que podem colocar a operação em risco. O sistema também aponta outros indicadores, como a validade do Certificado Digital, a versão do layout, dados em tempo real do link de conexão com a SEFAZ, entre outros.

Um único dashboard reúne todas essas informações coletadas, o que possibilita uma visão geral de toda a operação, além de facilitar o controle dos equipamentos. Um SAT pode armazenar até 15.000 documentos com 50 itens em média. Em um supermercado, por exemplo, a armazenagem é de cerca de 2.000 a 3.000 documentos com mais de 200 itens.

4 dicas de verificação para o caso do SAT parar de funcionar

O funcionamento do SAT tem algumas vantagens para os varejistas. Ele não precisa de uma conexão 24h com a internet porque o envio não é feito em tempo real, o que garante um melhor fluxo de envios e recebimentos. Mesmo assim, é possível que haja alguns problemas de comunicação com a SEFAZ e o registro das notas acabe não acontecendo. Se esse for o seu caso, recomendamos as seguintes ações:

Queda do sinal de internet: é comum existir a oscilação no sinal da internet, isso acontece com todo o provedor. Se esse for o caso, você vai perceber uma alteração nos LEDs do próprio SAT, indicando a falta de comunicação. Nessa situação, você deve ficar atento para quando o sinal voltar. Se estiver demorando muito, entre em contato com seu provedor de internet cobrando uma solução para o problema.

Problema na energia elétrica: quedas de energia são totalmente imprevisíveis e podem ser um grande problema se acontecerem durante uma venda, por exemplo, pois podem acabar interrompendo todo o processamento e envio da nota. A melhor saída nesse caso é utilizar sempre o auxílio de estabilizadores no-break, que fornecem energia por tempo suficiente para você se organizar. Em caso de oscilações, é recomendável que você retire relatórios de envio, para o caso de alguma correção ser necessária.

Bloqueios do SAT: seu aparelho de SAT pode ser bloqueado se ficar sem comunicação por períodos muito longos de tempo. Mas isso não é um grande problema: para resolvê-lo, basta colocá-lo novamente em modo on-line. Dessa forma, o SAT pode terminar de realizar todos os envios em contingência. Se o seu sinal de internet tiver algum problema mais grave e não tiver previsão de volta, recomendamos que você conecte seu aparelho a outro ponto de internet, para que os envios pendentes possam ser concluídos.

Danos irrecuperáveis: acidentes acontecem e é impossível prever todo o tipo de problema do dia a dia. Assim, existe a possibilidade de ocorrer algum dano ou evento que impeça totalmente o funcionamento do seu aparelho de SAT. Nesse caso, o melhor a ser feito é enviar as notas de segurança em até dez dias e comunicar a SEFAZ do ocorrido. Dessa forma, você evita que sua empresa sofra algum tipo de prejuízo fiscal.

O sistema de monitoramento SAT com certeza trouxe diversas facilidades para o comércio varejista, automatizando o gerenciamento e envio das notas fiscais e ajuda o comerciante na gestão do seu negócio. Por outro lado, a dependência de uma conexão com a SEFAZ torna o SAT um equipamento bastante delicado, que merece atenção constante para garantir que tudo aconteça como o planejado e não ocorra nenhum problema fiscal. Conhecer os tipos de problemas que podem acontecer no dia a dia e a maneira mais adequada de proceder é a única forma de garantir o bom funcionamento do SAT e evitar possíveis problemas com o Fisco.

Se você procura uma solução inovadora de monitoramento SAT, a Inventti tem a opção certa para você. Nossa ferramenta monitora todo o seu parque SAT e indica pontos críticos que podem colocar sua operação em risco, como: informação em tempo real do link de conexão com a SEFAZ, nível de bateria do equipamento, validade do Certificado Digital, quantidade de documentos armazenados no SAT e muito mais. Leia nosso e-book “Monitoramento SAT” e fique por dentro de todos os detalhes.